Resenha - Twice Signal

15.5.17

Alguém conhece um editor de fotos que não é complicado de mexer? O Fotor está decadente TT

Saudações, unniecórnios ninjas! o/
E se passaram semanas e eu não arrumei as páginas... ah, agora vai ficar assim. 
Confesso que ultimamente venho estudado bastante por conta do fim do trimestre. Tanto que o meu corpo está notando isso, num mal sentido. Estou com dores terríveis pelo corpo. Semana passada tive cinco provas só até quarta e ainda mais um mini teste de hiragana na aula de japonês.
Ando me estressando bastante com estudos, pessoas Atsuni cof cof, tudo num geral e notas. Conseguem acreditar que eu consegui tirar 7,5 no boletim de educação física? Sim, proezas de uma Mitty.
Por outro lado, viajei semana retrasada e confesso: não aconteceu muita coisa diferente, porque só fomos pra casa da minha avó mas consegui descansar bastante e eu fico feliz por isso. Minha avó fez 90 anos, palmas!
Também esse final de semana rolou a festa de aniversário da Lily e foi muito divertido, de costume: dormimos na casa dela, dançamos Just Dance e jogamos Guitar Hero. E como de costume, em todo aniversário da Lily, Twice lança música nova.
Sem zoeiras, ano passado elas lançaram Cheer Up e esse ano Signal! Coincidência? Eu acho que não...
E por falar em Signal, hoje lhes trago uma coisa que queria fazer a tempo: uma resenha. Para ser mais precisa, uma resenha do álbum Signal, o quarto mini álbum da Twice!